.

.

.

.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

AS SOBRAS DO POEMA

Chove torrencialmente no Rio .

Brilham centelhas de côxas no fundo do asfalto.

A multidão caminha muda.

Há um lixo vagabundo pelas ruas da cidade. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário