.

.

.

.

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

O PREÇO DE UMA VAGINA INTEGRAL

Existem vaginas básicas  e são baratas, o nome delas é prostituição ou sexo da Lapa, conheceu/ transou. Todavia, uma vagina integral tem um preço muito difícil de ser pago. Qualquer ginecologista bundão sabe que a mulher é um SER CÍCLICO. Ciclo menstrual, ciclo hormonal, ciclo fértil, climatério, menopausa e pós-menopausa. Para quem não é tão cíclico assim, o negócio fica complicado. A vagina integral inclui o que a mulher diz, o que ela sente, como ela reage, o papel cultural que ela exerce (A supremacia do Romantismo Delirante), os estados de humor absurdos que nem ela aguenta, a necessidade de seduzir sempre ou quase sempre (A mulher assumiu o papel do macho do reino animal; é ela que seduz e pronto.) São seios quase à mostra, mini-saias e coisas que tais), um certo autoritarismo diante da fragilidade do macho edipiano, a submissão do escravo alegre da testosterona, (Estatística - 72% dos homens confessam que é a mulher que manda - estatística de 2013), o desejo inelutável e paradoxal de ser mãe, a perspectiva de viver a sua própria vida com a independência financeira, o usufruto quase gratuito das melhores conexões entre os dois hemisférios cerebrais, (Intuição) os contatos irresistíveis com o Poder, o privilégio de ser sempre vítima, a vantagem de ser pseudofrágil, a existência de defensores fanáticos da condição da mulher, o respeito quase religioso das instituições, (A mulher-mãe é a grande representante do Status Quo) a negação do prazer sexual em detrimento de um amor altamente improvável(E não venham me dizer que atualmente não é bem assim porque é assim mesmo.) Cansei!   Vou ficar por aqui hoje. 
É uma sociedade muito doida. Enfim, o preço de uma vagina integral é IMPAGÁVEL. Só o "True love" pode pagar. E eu sou hetero, quem diria!

2 comentários:

  1. Um amigo por cá bem que tentou comprar uma virgem e integral, mais recebeu outra fragmentada e arrombada.

    ResponderExcluir