.

.

.

.

sábado, 16 de fevereiro de 2013

PROGRAMADO PARA SE FERRAR


"Quien abrio los ojos no volverá a dormir tranquilo." Che Guevara



ENTENDA

 A sociedade exige que você seja bonzinho, bem educado, um cara legal, o gente fina, o que não causa problemas, enfim um apalermado. A sociedade adora os semi-autistas. O bem educado respeita de forma ritual e quase mística, os preceitos da programação cultural. Você é uma programação química (hormônios, reações químicas incontroláveis e em cadeia) e uma programação cultural. Se juntar a programação química à cultural, você é o próprio HOMOROBÔ. Você repete babacamente o que te injetaram no cérebro. A educação entorpece, dopa o indivíduo. A programação cultural e os impulsos químicos do gregarismo impõe-te falsos amigos e o "bom relacionamento com todos". Quando você começa a aceitar a ideia de também ter alguns inimigos ou pessoas que te são absolutamente indiferentes, você está no pré-preâmbulo da sua essência. Quando você começa a ter alguns desafetos é porque você não repete mais a programação cultural. O bem educado é perfeitamente previsível. O mal educado que não repete o MANTRA da maioria é execrado porque incomoda. Incomoda porque denuncia a ineficácia e a loucura da maioria. Mal educado não é o que diz palavrões, isso é apenas o início tosco da rebelião pessoal. É preciso dizer palavras com o intuito de chocar e acordar os que dormem. Mal educado é quem analisou o sistema, foi vítima dele e concluiu que a normalidade enlouqueceu. É o que se chama de NORMOSE. Os educadores fazem a publicidade do planeta. A publicidade do planeta enaltece o comportamento da maioria. O mal educado é visto como herético por contrariar os ditames sagrados da mentalidade em vigor. Os bem educados dormem um sonho pseudo-tranquilo. (Ensaio sobre a Cegueira.) Ninguém acorda com o silêncio. Só o barulho faz despertar. Faça barulho.

A programação cultural não é una. Está implícita na programação cultural uma promessa intrínseca de felicidade. Programadores são todos os que detêm alguma forma de poder na sociedade. Não há um único programador cultural. A coisa é muito intrincada. Existem muitos programadores culturais:pai e mãe, mãe principalmente. Pastor, padre, líder religioso. Professor de Escola obrigatória. Militares em geral. Os governos, presidenta, governador, prefeito, etc. Os políticos com certeza são grandes programadores.A polícia. Os patrões. Os ricos ou os muito ricos. Os síndicos.(Risos) Uma das artimanhas preferidas dos programadores para torturar os espiritos dos programandos é dizer-lhes:-Você vai ficar sózinho. Para quem é gregário, isso traz os acordes da MORTE. Faz parte da programação cultural achar que se você ficar só, acabou tudo. Só os OUTROS podem fornecer felicidade. Isto é a maior putaria da programação cultural. A felicidade sempre é algo que vem forçosamente de fora. Por isso, anda todo mundo por aí percorrendo, passeando  e se perdendo nos "lugares comuns". Em última análise, o que chamam de EDUCAR é inocular gradualmente ou não, porque também pode ser violento e abrupto, a Programação Cultural. Se você tem algum compromisso com o seu bem estar ou felicidade, DESPROGRAME-SE completamente ou na medida do possível e REPROGRAME-SE seguindo as suas percepções pessoais, as suas observações e tirando conclusões próprias. REPROGRAMAR-SE é ter um programa existencial individual. Talvez não seja  possível uma reprogramação aos vinte anos, mas é sempre possível depois de ter suportado a fraude da PROGRAMAÇÃO CULTURAL convencional. (Não quero que você seja um criminoso, muito longe disso.)Não quero que você descumpra os códigos do Judiciário. Sugiro que você descumpra os códigos tácitos dos comportamentos e da convivência social. Descubra qual é o seu melhor caminho, assuma-o e rejeite peremptóriamente receitas estúpidas de felicidade coletiva.

P.S. -Se possível veja muito pouca televisão. 

O MAL EDUCADO


E QUANDO VOCÊ SE FERRA , TODO MUNDO ACHA QUE VOCÊ ESTÁ MUITO BEM.OBA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário