.

.

.

.

sexta-feira, 5 de abril de 2013

OS COMPULSIVOS HETERODOXOS

Existem os compulsivos convencionais descritos e analisados exaustivamente pela psiquiatria moderna. Há, todavia, uma variedade de compulsivos que passa desapercebida aos olhos da "ciência". No meu entender a compulsividade por FESTAS, CELEBRAÇÕES E COMEMORAÇÕES oculta graves transtornos emocionais. (Odeio a palavra transtornos, mas todas os sinônimos que achei eram piores.) Quem está sempre  sôfrego por festas para mim é suspeito. Quem está em harmonia consigo mesmo, não precisa dessa chatice.Festas em geral são um porre. É o lugar do teatro social obrigatório. É nojento ver tanta gente representando ao mesmo tempo. Eu não suporto mais essas performances existenciais lamentáveis. Pensando assim, quem mais tem necessidade de comemorar é quem mais está na merda. Não acredito nessa felicidade histriônica e barulhenta. O barulho é só para tentar abafar a profunda perdição e infelicidade. A felicidade não produz nenhum tipo de ruido.
Depois eu falo dos puxa-sacos compulsivos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário