.

.

.

.

quinta-feira, 16 de maio de 2013

A MANHÃ DOLOROSA

Passamos décadas e décadas deitados no leito quase confortável dos dias. Dormimos um sono que até parece bom mas que termina num despertar para a incompletude e para a infelicidade. Só os que dormem produzem e alimentam sonhos e ilusões. Muitas vezes dividi as ruas e as praças com sonâmbulos apressados. Até parece que estão acordados mas dormem profundamente. O nível de Consciência é mínimo. Todos temem abandonar essa percepção hipnótica da realidade. Sonâmbulos não acordam sonâmbulos. É uma espécie de Confraria que tem um pacto secreto: ninguém acorda ninguém. Sonambulizar é regra e valor supremo. E quem ousa acordar um sonâmbulo é louco com certeza. Pra quê acordar quem parece tão bem? Parece, mas o Sonâmbulo, vegetal divagante da nossa execrável cultura, vive os maiores dramas interiores e sofre como ninguém. Sofre por que não tem coragem de Despertar. A realidade sem a névoa  que a encobre e a embeleza é para os insones  do meio-dia. Os insones do meio dia encaram  a crueza e a torridez do sol. Ao contrário do que dizem por aí, sonambulizar não traz felicidade. E o sol que não mente diz para quem estiver acordado : "ninguém neste mundo te ama tanto assim, nem a tua mãe, ninguém está tão preocupado com você, você não representa porra nenhuma pra essa massa amorfa que te rodeia e que você chama de humanidade." A luz do sol que ilumina os "réveillons"  da Consciência varre todas ou quase todas essas ilusões de merda que confundem o teu discernimento. O sol da manhã é muito claro e o texto de luz dói. Basta ser um pouco corajoso para ler mais abaixo o que está escrito nos raios menores e mais esguios do Astro-Rei: "VOCÊ É SÓ. A única viagem que vale realmente a pena é para dentro de você mesmo. Não perca o seu tempo e as suas preciosas energias viajando pra certas pessoas. Pegue o Trem que vai em direção a você. Páre de pegar o trem errado." Só assim você vai poder reconhecer essa pessoa formidável que mora em você há décadas. E ao encontrá-la finalmente, aproveite e passe também a MORAR NELA. Começará então a ser o cidadão de si mesmo. Não se converta a nenhuma Seita, nem a nenhuma Religião, CONVERTA-SE a Si Mesmo. Esta será uma manhã dolorosa com gosto de felicidade sem fim.

2 comentários:

  1. Bom dia, Joaquim!
    Gosto do tom lúcido de suas postagens.
    No caso desta, penso que somente aqueles que você chama de "insones do meio-dia" , é que sofrem a excruciante dor da lucidez. Os demais, "os Sonâmbulos", nem sabem o que é coragem e, muito menos, o significado correto e pleno do que seja "Despertar "- eles não sabem o que isso.
    Um grande e solidário abraço!

    ResponderExcluir