.

.

.

.

sábado, 27 de julho de 2013

QUEM NÃO SE COMUNICA SE ESTRUMBICA

Às vezes você acha que está sendo entendido e as pessoas estão viajando nas suas imaginações e pensamentos e você não é entendido porra nenhuma. Chega a ser doloroso, fazer todos os esforços didáticos e pedagógicos e observar os outros voando, divagando sobre o que você realmente quis dizer. A comunicação humana é extremamente difícil. O que você diz passa forçosamente pelos filtros de cada pessoa, pelas suas pirações, pelos seus traumas, por tudo que constitui esse indivíduo. Se você se referir a alguma coisa que não faça parte do universo desse individuo, ele simplesmente não entende. É duro demais adivinhar o universo do outro. Se você disser que comprou um aquecedor e morar no Rio de Janeiro, isso será entendido como lorota ou brincadeira. Todavia, você pode sim comprar um aquecedor e morar no Alto da Boavista. Também faz frio no Rio de Janeiro. É dramático ser mal interpretado, mas é o que mais acontece. Amiúde, você não é entendido porque as pessoas nem prestam atenção no que você diz. Crente que você está abafando e o pessoal não entende merda nenhuma. Isso com certeza acontece num blog, mas acontece também com o seu melhor amigo, com a sua namorada, com a sua mãe, com o seu chefe, com o seu colega, etc. Pessoas que juram te conhecer e não entendem merda nenhuma, ainda que você seja um hábil usuário das palavras.
Estou abismado com a falta de comunicação. O Discurso Oficial não assinala, mas NÃO SER ENTENDIDO, TAMBÉM PODE SER UMA FORMA DE EXCLUSÃO. Para ajudar na compreeensão deste fenômeno, leia o artigo a seguir:
"Os especialistas em programação Neuro-lingüística dizem que comunicação é redundância. porque nós estamos o tempo inteiro nos comunicando. E o mais importante é que a comunicação não acontece apenas através das palavras. Uma curiosa pesquisa aponta que as palavras tem um impacto de apenas 7% em nosso interlocutor. Enquanto que tom de voz causa um impacto de 38%, isso significa que se você utilizar um conjunto de palavras assertivas com um tom de voz especifico em relação a essas palavras, vai causar um impacto de 45% em que estiver ouvindo. Agora o que talvez você não saiba é que a nossa fisiologia, ou seja, a forma como nós utilizamos nosso corpo, tem um impacto em 55% em nossa comunicação. Para você ter uma idéia do poder de influência da fisiologia, é só se lembrar de uma famosa frase “a primeira impressão é a que fica”. Já deve ter acontecido com você de chegar em algum lugar e olhar para alguém e criar uma imagem positiva ou até negativa dessa pessoa. Ela com certeza comunicou alguma coisa a você, mesmo que tenha sido uma expressão facial, um olhar, ou um pequeno gesto. Nós fazemos isso o tempo inteiro.
A questão principal é saber o que você está comunicando. Que mensagem você tem passado para as pessoas? Elas entendem exatamente o que você quer expressar? Para ter uma comunicação eficaz é preciso saber utilizar com congruência esse conjunto que eu acabei de falar. Assim, seja por palavras, comportamentos ou pela fisiologia, a comunicação só acontece como gostaríamos, quando você transmite alguma informação e o seu interlocutor entende a mensagem e dá um feedback positivo.
Saber se somos ou não bons comunicadores é um grande desafio. O concreto é que atualmente não basta ter somente habilidades para a execução eficaz de um trabalho. Se não soubermos comunicar o que fazemos, quem somos, e o que queremos da vida, é bem provável que o caminho percorrido não tenha um final recompensador. Saber se comunicar eficazmente nos dias de hoje, deixou de ser uma opção para se tornar uma habilidade imprescindível.
Um bom nível de comunicação evita muitos aborrecimentos e mal entendidos. Existem aspectos importantes que ratificam a importância da comunicação. Entre casais, por exemplo, sua ausência é uma das grandes causas de separações. Tornou-se até comum escutarmos revelações de homens e mulheres que depois de separados nem sabem exatamente qual foi o motivo do rompimento. Freqüentemente a justificativa é a incompatibilidade de gênios, o que na grande maioria das vezes é na verdade… Falta de comunicação.
Situação semelhante acontece no mundo corporativo. Não é raro encontrarmos profissionais que se prejudicaram por falta de comunicação. Por não dominarem a habilidade de verbalização. Existem profissionais que são extremamente competentes em suas funções, mas que ao passarem por uma fase difícil na área pessoal, se fecham, mudam seu comportamento, tem o desempenho prejudicado, são mal interpretados superiores e acabam sendo demitidos. Essas duas situações revelam que não importa a circunstância, a falta de comunicação desencadeia em uma série de prejuízos.
Se você quer ser um líder de pessoas precisa se tornar um mestre na comunicação.
Eu falei até agora sobre a conhecida comunicação interpessoal, aquela que nos permite manter relacionamentos com outras pessoas. Mas também existe a comunicação intrapessoal, que é o diálogo interno que cada pessoa mantém com ela mesma. São os nossos pensamentos, imagens, sons e tudo que acontece em nossa mente. Para se ter uma ideia da importância da comunicação intrapessoal, ela se manifesta em cerca de 80% do nosso tempo acordados. Isso significa que uma boa comunicação intrapessoal influencia dramaticamente na forma como nós nos comunicamos com outras pessoas. Afinal, como uma pessoa conseguirá manter um bom nível de comunicação se o seu diálogo interno é ruim?
Quando uma pessoa acorda acreditando que o seu dia será difícil, comunicará isso ao seu cérebro e este investirá todo o tempo na busca de situações para se certificar de que a mensagem que recebeu é verdadeira. E isso tem explicação. O cérebro é um computador extremamente obediente. Ele faz tudo o aquilo que mandamos. Se desejar buscar defeitos na sua esposa, marido, amigo ou chefe, por exemplo, certamente o seu cérebro vai obedecer e você terá nas mãos a receita para grandes problemas. O contrário também funciona. Busque qualidades no outro e certamente encontrará muitos motivos para elogios.
Diante dessa constatação a minha sugestão é que você procure perceber como andam seus pensamentos e, conseqüentemente, a qualidade da sua comunicação interna e com o mundo. Se a forma com que você se relaciona consigo mesmo e com as pessoas vem favorecendo para que você seja uma pessoa mais feliz, receba os meus parabéns! Caso contrário… Comece a mudar, pois como dizia o velho guerreiro, quem não se comunica se estrumbica."

Nenhum comentário:

Postar um comentário