.

.

.

.

sábado, 17 de agosto de 2013

OS MUTILADOS

Eu não sou NADA. Mutilado pela Civilização Judaico-Cristã, tenho que sempre admitir que tudo provem do Outro. Os Outros que dão tanto significado à sua vida não conhecem quase nada a seu respeito, julgam através de estereótipos e cometem as piores injustiças. Só você pisa a terra secreta e intransferível do seu coração. Quem tem que enfrentar as vicissitudes do cotidiano é você e só, é claro. São Sempre os Outros que dão Sentido e Significado à minha reles e miserável existência. Torturado há décadas dia e noite com frases do tipo: "-Eu não posso viver sem você. - Você para mim é tudo.- Não sou nada sem você.- Eu não suporto ficar sem você.- O que é que os outros vão pensar? -Só penso em você, etc, etc e tal." Eu não aguento mais ser tão MUTILADO pela cultura em que infelizmente tive que nascer. Munidos pela "natureza" de um intelecto exuberante, só consiguimos depender de tudo e de todos.
Convenceram-me durante meio século que eu tenho que ter uma muleta e que sou absolutamente incapaz de ficar de pé com as minhas próprias pernas. É uma Lavagem Cerebral milenar, sofisticada e eficaz urdida no mundo Ocidental e  também no Oriente para que eu seja um dependente de tudo e de todos - um MUTILADO. Eles dizem que sou GREGÁRIO, tudo bem, mas eu determino os limites da minha gregariedade.
As pessoas só conseguem se sentir BEM QUANDO EXISTE ALGUMA COISA OU ALGUÉM QUE LHES PROPICIE A ILUSÃO DE QUE NÃO SÃO SÓS. E para este fim serve família, namoro, casamento, procriação, animais de estimação, religião, adoção, futebol, partido político, amigos, agremiações, etc. Acontece que somos irrefutável e insofismávelmente SÓS. Que horror é esse que as pessoas têm a si próprias?  Se a condição humana é só por que vc não a encara? Prefere ficar fingindo que  sempre haverá algo ou alguém grudado em você? Não seja tão cachorrinho, carente, desamparado lambedor compulsivo e frágil. Tenha atitudes mais FELINAS. Vamos parar com isso.
Se você tem tanto horror assim à sua solidão e você é SÓ, você tem um grande horror a si próprio. Isso não lhe fica bem.

OBS: PALAVRAS DE UM EX-MUTILADO.

Um comentário:

  1. "... mas eu determino os limites da minha gregariedade."
    Será?!

    ResponderExcluir