.

.

.

.

terça-feira, 1 de outubro de 2013

DIÁLOGOS HORMONAIS

A QUÍMICA  A SERVIÇO DO CONFLITO

Em primeiro lugar gostaria de dizer que não sou viado. Em segundo lugar gostaria de deixar bastante claro que se não fossem os hormônios, os homens morariam nos hemisfério norte e as mulheres no hemisfério sul e não haveria comunicação entre os dois hemisférios.
Os homens são educados para ser uma determinada coisa. As mulheres são educadas para ser uma coisa completamente diversa, logo eles não têm nada a ver. Absolutamente nada a ver. Os papéis culturais são muito diferentes. Diante de programações culturais tão díspares, como se pode exigir que esses dois seres estranhos um ao outro se casem e morem juntos. O casamento é o encontro cultural de dois estranhos. Eles não se reconhecem. Por isso se diz amiúde :- Eu não sabia que Ele era assim! -Eu não sabia que Ela era assim!
A programação genética também é muito diferente. O Óvulo é um gameta imóvel e o espermatozóide  um corredor. O homem é instado a difundir os seus genes e  a mulher seleciona genes. É tudo diferente. Como pretendem que esses dois seres se entendam?
Existe uma propaganda do Status Quo que afirma categóricamente que homens e mulheres foram feitos um para outro. Claro, sob o ponto de vista fisiológico. Acontece que seres humanos transcendem a biologia. 
Na fase pré-matrimônio, o homem se comporta como um verdadeiro político de Brasília. Promete mundos e fundos. Quando o casamento é perpetrado, ele não consegue cumprir o que disse. É óbvio, ele não é monógamo, ele é polígamo. A sua química o obriga a difundir os seus genes.
O casamento é muito mais difícil de suportar para o homem. Há muito homem casado alcoólatra. (Ele não aguenta. Coitado! Sózinho, não se mantem e casado é muito difícil. A fragilidade do macho tem que ser denunciada. A força da fêmea tem que ser institucionalizada.) 
Para a mulher é mais fácil. Aliás, é ela que quase sempre reivindica o casamento. Homem não recuperado pelo Status Quo, não quer se casar de jeito nenhum.
Na menopausa, as coisas ficam mais claras. Os hormônios dão um sossego e dá para refletir. Na andropausa também tudo fica mais claro.(O homem é tão babaca que nem admite a Andropausa.) Gostaria que soubessem que há muita vida, muita felicidade e muita alegria com alguns nanogramas de Testosterona a menos. As injunções hormonais e culturais produzem muito sofrimento e fazem muitos infelizes. 
Para você que é um hormono-dependente e uma vítima da cultura ocidental, saiba que um dia as coisas vão melhorar. Tenha paciência e colabore; pense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário