.

.

.

.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

O COMPLÔ DAS MÃES

QUANDO O SISTEMA DÁ O BOTE

A ARMADILHA INELUTÁVEL

Todos(as) os(as) que procriam conscientemente estão de alguma forma de acordo com o Status Quo. Quem não concorda com o Status Quo simplesmente não procria. E como sempre acontece a maior representante do Sistema é ela, a Mãe. A mãe é o Baluarte Menstrual do Sistema. Os que procriam por acidente são duplamente responsáveis. São responsáveis porque não usaram métodos anticoncepcionais à disposição de todos(as) e são responsáveis porque infligiram a vida a uma vítima inocente.
Os que procriam acham que a vida é bela e que "tudo vale a pena quando a alma não é pequena"( esta é com certeza a frase mais infeliz de Fernando Pessoa). O problema vem depois quando o indivíduo está imerso num Sistema Desumano e Desigual.
A pobre criança que é induzida a visitar o planeta, também é coagida a aceitar tudo o que foi criado antes dela sem questionar. E não questiona porque não sabe de nada; é vítima da Loucura Coletiva também chamada de Normalidade. Precisamente quando a desafortunada criatura desconhece quase tudo é que lhe impingem este modelito de merda que vigora no planeta. Ela não tem elementos para constestar o que quer que seja. Acaba aceitando toda a bosta que a cerca.

Quando decide contestar já é tarde porque está enterrada no Sistema até o pescoço. Quem invariávelmente conduz a criança pela mão para o abatedouro  é ela, a mamãezinha querida. Alienada como só ela consegue ser, passa por cima de tudo (todas as evidências dos inconvenientes de ser parido(a) nesta terra)  para exercer a maternidade que para ela é o seu grandioso destino biológico, metafísico e cultural. Quanta falta de imaginação e criatividade! Quando o filho(a) está afogado(a) no SISTEMA a mãezinha fica muito feliz e diz:- Agora ele(a) está encaminhado(a) na vida. 
E ainda há quem recorra a frases ridículas e puídas pelos milênios e pela poeira da Palestina e da Galiléia:" Crescei e Multiplicai-vos." Esta frase foi pronunciada, se é que foi pronunciada, numa época em que o planeta era sub-povoado. Citar esta frase em pleno século 21 é prova irrefutável de ignorância no seu estado mais primitivo.
Eu sou adepto do CHILD FREE, mas se para você  for de todo impossível não procriar, preste atenção; há muita gente que não gostaria de ter nascido. Afinal a vida não é exatamente um "cadeau."
P.S.- "PUES EL MAYOR CRIMEN DEL HOMBRE ES HABER NACIDO."
Schopenhauer citando  José Ortega Y Gasset no livro - O Mundo como Vontade e Representação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário