.

.

.

.

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

O TEU CAMINHO

Proponho-te o mais difícil. Não acredites em coisas fáceis, morador do inferno.
É absolutíssimamente impossível que tu estejas onde todo o mundo está. Primeiro, descobre onde estás, depois, trilha o teu caminho em direção a ti. Não aceites os caminhos para Jerusalém, não aceites  os caminhos para Copacabana, não aceites os caminhos da Rio Branco, não aceites os caminhos para os carnavais em dezembro, não aceites os caminhos para falsos Shangri-La. Para de plasmar as pégadas da multidão imitadora. Olha pro lado; há centenas de hectares de outras possibilidades.
Levei Cinco Décadas para abrir o meu atalho na mata. Consumi cinqüenta anos ( com trema) para desbravar a selva. Tem paciência. Não te iludas com o asfalto liso dos outros; é quase tudo futilidade, convenção e mentira.
Difícil não é abrir a picada; difícil é saber qual  é  o teu verdadeiro endereço.

Um comentário:

  1. Muito lindo o texto. "Ilusão das Ilusões, tudo é ilusão".

    ResponderExcluir