.

.

.

.

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

A PUTA EMOCIONAL

A Puta Emocional, não é aquela para quem você paga por te fazer alguns afagos, isso é prostituição afetiva; uma prática comum especialmente no Japão e já falei sobre isso. A puta emocional se aplica a homens e mulheres e designa o conjunto cada vez maior de pessoas que não se Demarca. DEMARCAR-SE para mim, é vital. O indivíduo tem que ter uma opinião, uma posição, uma postura. A posição pode  até ser contra mim, não me atrapalho com a polêmica e com a diferença, o importante é que haja uma posição.
A piranha psico-ideológica-emocional concorda com a situação mas também concorda com a oposição, diz que não tem opinião formada e  não alinha nem à direita e muito menos à esquerda. Odeio essa gente.
É quase impossível conviver com gente assim. Por não querer ferir susceptibilidades e ficar sempre bem na fita, a Puta te deixa na mão. Numa disputa entre patrão e empregado, ela acha que os dois estão corretos, mesmo quando se trata de acintoso Assédio Moral.
A Puta Emocional contemporiza o tempo todo. Você nunca sabe onde está a Vagabunda. Não te cobra dinheiro mas custa muito mais caro que um indivíduo digno que tem a coragem de dizer o que pensa. Hoje, tudo ofende e nada espanta. 
Estou usando o feminino, mas conheço muitos homens, muitos mesmo, que são umas verdadeiras putas. E quando você precisa deles, achando que o cara está do seu lado, você  fica vendido, ele não está em lugar nenhum. A posição dele é simplesmente ficar de bem com todos e todas. A Puta Emocional não suporta conflitos, vive um romance em que todos são amigos embora muitos se odeiem profundamente e ela saiba muito bem disso. Adora fingir que é Alice no país das Maravilhas. Esse pessoal para mim, não poderia ser mais abominável. Inventou um mundo que não existe e ninguém os chama de esquizofrênicos, são conhecidos como pessoas ponderadas e equilibradas. É mole?
Por vezes, o seu local de trabalho parece um Puteiro, porque ninguém se demarca. Ninguém fala alto, todos são moderadamente simpáticos, todos sorriem discretamente, todos se cumprimentam, todos cochicham e a Putaria come solto. Quase todos têm a mesma reação diante da merda e do perfume.

Nenhum comentário:

Postar um comentário