.

.

.

.

sábado, 11 de janeiro de 2014

OS SALÁRIOS OFENSIVOS

Afinal, quais são os critérios? O que é que um ator de cinema faz de tão extraordinário para merecer milhões de dólares e eu, merreca? Nunca consegui entender muito bem esta questão que é de uma iniquidade sem precedentes. O que é que a porra do jogador de futebol tem que eu não tenho para ganhar salários que insultam o valor inquestionável do nosso trabalho honesto? Que merda é essa?
Como explicar mais este absurdo da sociedade humana? Avento uma teoria. Todas as "profissões" que favorecem e ampliam a evasão, são excessivamente remuneradas. O ser humano não consegue resolver os meandros complexos da sua condição, de forma que só lhe resta fugir dessa mesma condição. Todas as atividades que proporcionam EVASÃO são obscenamente remuneradas. Filósofo é mal pago para cacete! Quem gosta de ter as suas mazelas expostas e dissecadas? Eu gosto. E o salário ó....... Quem provoca reflexão é detestado. Obrigado pelo desapreço que me toca.  
Filmes, novelas, séries, peças de teatro, jogos de futebol e não só, show de músicas de qualidade duvidosa, desfiles carnavalescos, tudo isso é gordurosamente pago. Esta é a única explicação que eu acho.
O negócio é fugir de você. O negócio não é ficar em você e ser feliz apesar da intrincada condição humana. Mas aí, há um descompasso. O máximo que se consegue com evasões, como o futebol, o cinema, a televisão, o espetáculo, é a excitação efêmera e eventualmente a alegria de babaca, nunca é  a felicidade. A felicidade é um processo muito mais elaborado que não passa nunca pela fuga de si mesmo. Felicidade é o contrário de tudo isso; felicidade é o encontro consigo mesmo. Portanto para ser feliz nada de evasões estúpidas.
Parem de pagar tanto dinheiro para quem não traz felicidade nenhuma. Só entusiasmo e oba oba. Por vezes, acho que as pessoas não querem ser felizes de jeito nenhum. Estão viciadas em procurar a felicidade. E de um vício, ninguém se livra facilmente.
P.S.-Você até pode ver um filminho reles ou fantástico, assistir a um joguinho de futebol bosta ou não, mas sem esperanças; isso não vai te levar a nenhum lugar relevante. Só não vamos deixar de ajudar a pagar esses altos salários. Quem quer fugir que fuja com a consciência de que é apenas uma fuga. Sei que ninguém é de ferro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário