.

.

.

.

sábado, 8 de março de 2014

POR UMA VISÃO DE MUNDO ALTERNATIVA

 ABAIXO OS ESTEREÓTIPOS
Quem vive de clichês nem suspeita que há vida fora do estereótipo. O pobre indivíduo em questão tem por hábito arraigado não refletir. E tudo conspira para a longevidade do estereótipo. Criam-se provérbios, ditados, máximas, aforismos, etc que corroboram a "sabedoria" dos clichês. O clichê tem DNA de vírus e contamina milhões de pessoas em pouco tempo. Quando você se dá conta já está o mundo inteiro repetindo e praticando a mesma estupidez ou uma nova estupidez.
Não vou fazer a lista de todos os clichês que andam por aí impunes. Vou citar apenas alguns: a família é a base da sociedade, sem família está tudo perdido, filho único é problemático, judeu é sovina, português é burro, francês é chique, deus é onipotente, as mulheres são muito sensíveis, os homens só pensam em sexo, a tatuagem é uma forma de expressão, cerveja dá barriga, a virgem Maria era virgem, só o amor constrói, a democracia é um sistema maravilhoso, o papa é infalível, crescei e multiplicai-vos, o nosso amor é para sempre, está escrito na bíblia, a bíblia diz, somos todos iguais, deus castiga, quem espera sempre alcança, as crianças são umas gracinhas, bandido bom é bandido morto, só transo por amor, sem você não sou ninguém, essa cara sou eu, deixa que eu resolvo, não tenho inimigos, adoro a natureza, salvem as baleias, venci na vida, como todas, toma este remedinho que passa, as coisas vão melhorar, a vida é bela, o inglês é uma língua muito fácil, o importante é a beleza interior, o Brasil é campeão, ele era fantástico, pena que já morreu, cuidado com o juízo final, eu te ligo, posta no face, é um festival de milagres, formamos uma bela equipe, o chefe é um filho da puta, o síndico é ladrão, um beijo no coração, Jesus está voltando, os sindicalistas são todos uns inúteis, não vamos trepar, vamos nos amar, eu amo todos vocês, você é o segundo homem a quem eu me entrego completamente, existem os políticos bons... Enfim, depois eu escrevo outra postagem para completar esta lista.
O lugar comum que mais me intriga no momento, é acharem e alardearem por aí que a decantada autoestima tem a ver com a aparência. Se a aparência for boa, a autoestima é elevada. Que babaquice! E há muita gente boa fazendo plásticas e mais plásticas para aumentar a autoestima. É mole? A aparência é a suprema obsessão deste século.
A autoestima nada tem a ver com a aparência. A autoestima tem muito mais a ver com o que pensamos de nós mesmos sem atenuantes e sem concessões.
O lamentável em relação aos estereótipos é a hiper repetição de padrões mentais e comportamentais caídos. O cara até suspeita que esse padrão tá podre porque fede, mas ele não tem coragem de mudar e a merda continua a mesma.

Um comentário:

  1. Eu direi o seguinte: NÃO DIGA 'SIM' QUANDO QUER DIZER 'NÃO'. E ponto final!
    Eis a raiz da NÃO submissão!
    Abraço, Joaquim!

    ResponderExcluir