.

.

.

.

segunda-feira, 19 de maio de 2014

O HORROR À POESIA

  POEMOFOBIA - A CENSURA DA ALMA
" A poesia é a endiabrada tentativa de pintar a cor do vento."
Esqueci o nome do autor
Poucas vezes vi um mundo tão sem alma. A poesia está proscrita. Os que têm alguma necessidade poética, nutrem-se da poesia do passado. Aos que dizem que eu exagero, eu provo-lhes o contrário. Quem lê poesia atualmente? Quem ousa escrever poesia hoje em dia? Quem? Uma das condições para que um Agregador de Blogs aprove um blog é que este não seja de forma nenhuma um blog de poesias.
Esta atmosfera anti-poema veio se instalando insidiosamente entre nós. Não sei situar o momento exato, mas começou quando os jovens resolveram ficar ao invés de namorar. Os instintos sobrepujaram os sentimentos. Ficar é um comportamento troglodita e pré-histórico. E vocês que achavam  que a pré-história já ia longe; a pré-história nunca nos abandonou.
Com a poesia banida, é uma beleza a menos;um prazer a menos. Encaminhamo-nos céleres para o mono-prazer-uni-gozo. Qualquer dia só nos restarão os gemidos dos orgasmos suspensos no ar e mais nada. Esta humanidade que tanto foge do sofrimento e da angústia, que tanto busca o prazer, boicota-se ao expulsar a poesia.
Hoje, só o corpo se expressa e toma de tatuagem e alargador de orelha e muito músculo! A alma não pode mais se exprimir e se ousar se expressar ninguém ouve e ainda dizem que é cafona. As artes em geral poucas vezes viveram período tão estéril e deserto. Sobram os Rapers de qualidade muito duvidosa e os Funkeiros  abaixo do nível mínimo tolerável. Estes são os poetas da pós-modernidade líquida. Ainda bem que eu nasci num mundo de poetas e de pessoas sensíveis. Para mim, é doloroso ser obrigado a conviver com gente tão líquida e incerta.
É difícil ter contato com almas eletrônicas, de plástico e de silício. É triste assistir inerme ao assalto impiedoso da hiper tecnológica estupidez humana. O que pensar de uma espécie que só tem corpo e se alma tem, está impedida de falar?
Como estão reescrevendo Machado de Assis para uma linguagem mais acessível e barata,  é muito provável que o verdadeiro Machado desapareça e no seu lugar fique esta tradução merdo-asquerosa que estão fazendo da sua obra. Esfaquearam os ossos do Machado.
Não quero fazer vaticínios, mas a continuar assim, Fernando Pessoa, Cecília Meirelles, Mário Quintana, Drummond de Andrade, João Cabral, Augusto dos Anjos, Manuel Bandeira, Pablo Neruda e tantos outros, que se cuidem nas suas tumbas.
Já violaram a tumba de Machado. O precedente está aberto.






Um comentário:

  1. I write ɑ leave a response whenever I especіally enjoʏ a post on a blog or if I have sometɦing to valuable to contribute to the discussion.It is a result
    of the sincerness displayеd in the post I looked at.
    Аnd after this article "O HORROR À POESIA". I was moved enough to post a comment :) I actually do
    have a coսple of questions for үou if you usuallƴ do not mind.
    Could it be only me or does iit give the impression like a fеw of thеse commеnts appear as if
    they are left by brain dead folқs? :-P And, if you are writing at
    other online sites, I'd liқe to follow everything new you have to
    post. Coulɗ yoս list the cоmplete urls of all your community sites like youг linkedin profile, Facebook page or twitter feed?


    Visit my blog ... air max rose - nike-air-max-90.esz.fr,

    ResponderExcluir