.

.

.

.

quarta-feira, 4 de junho de 2014

MISANTROPIA EM ALTA

Misantropia é a aversão ao ser humano e à natureza humana no geral. Também engloba uma posição de desconfiança e tendência para antipatizar com outras pessoas. Um misantropo é alguém que desconfia da humanidade de uma forma generalizada. A palavra vem do grego misanthropía, a junção dos termos μίσος (ódio) e άνθρωπος (homem, ser humano). O termo também é aplicável a todos aqueles que se tornam solitários por causa dos sentimentos acima mencionados (de destacar o elevado grau de desconfiança que detêm pelas outras pessoas em geral).
"Todos vigiam e controlam todos para que ninguém faça o que todos querem fazer."
José Angelo Gaiarsa
A misantropia está na rua. As conversas públicas nos celulares divulgam os conflitos humanos sem nenhum cuidado ou vergonha. A propaganda oficial tem mesmo que falar de amor, afeto e coisas parecidas. Precisamos abafar o ódio que nos vai na alma e substituí-lo pelo tocante "amor de magarina".
Este blog sempre teve como objetivo principal denunciar a péssima qualidade do ser humano e a sua deterioração progressiva e assustadora.
Vão muito longe as manifestações de filantropia. Não há mais espaço para filantropos. Diante da ingratidão do demônio humano, entendo perfeitamente a extinção da filantropia. Misantropos que desconhecem a sua condição se multiplicam em escala jamais vista. Ainda bem que os misantropos são todos enrustidos e recalcados. No dia em que os misantropos saírem do armário, teremos uma visão mais realista dos fatos.
Eu os pressinto e percebo nos mínimos gestos de ressentimento, rancor e raiva. Não acredito no som das bocas. Não me diga que você  gosta de pessoas se você as trata tão mal.
Pare de divagar e encontre-se, você que é um poço de perdição e primitivismo. Assuma. Você detesta toda essa gente estúpida a quem você tem sempre que dar todas as satisfações e mais algumas. Assuma. O preço que você paga aos outros para continuar vivo é exorbitante e profundamente injusto. Tenha coragem e admita que ninguém te dá porra nenhuma e que só existe um exército de cobradores. Todos cobram de todos. Isso para não falar dos odores nauseabundos que a espécie exala. É uma merda.
Chega de tapar o sol com a peneira. Pare de fingir que você é o único que não tira meleca do nariz. Seja verdadeiro uma vez na vida e não edite a sua exposição pública. Estou farto desse facebuquismo.
Reflita e seja sincero com você próprio. Desde que você nasceu  até agora, quantos foram os que valeram realmente a pena. Só tentaram te ferir ou te feriram com todos os requintes da tortura psicológica de que só o ser humano é capaz. Claro que você pode ser uma exceção, mas nas minhas teses a exceção nunca é levada em consideração. Interessa-me o comportamento da maioria que determina os padrões da chamada normalidade pública. E por falar em exceções, eu só me relaciono com exceções. Odeio esse " me engana que eu gosto" que cobre a civilização como um véu hediondo e que mancha e destrói as relações humanas.
Então é isso. Se você ainda não sabia que era  misantropo, seja bem vindo. Vem pra caixa você também.  Se você ama os judaico-cristãos, você não perde por esperar. Quando você se ferrar bem ferrado, eu estarei sempre aqui no meu blog para te confortar querido delirante. E no que me diz respeito, da humanidade não levo saudades.
P.S.- E não me venha com esse papo de que eu sou amargo porque doçura nunca foi sinônimo de felicidade e sou feliz cara pálida.

Um comentário: