.

.

.

.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

A ZONA DE DESCONFORTO

Hoje, todo mundo insiste em te tirar da zona de conforto.
É mesmo?! Que raio de vida será essa?

Eu prefiro assim. Este é o meu gurú.
E se eu quiser ficar no porto. O barco é meu, porra!

Esta é a minha zona de conforto.
Não sou tão hedonista quanto gostaria de ser, mas querer me tirar da minha zona de conforto é demais.





Mais uma maluquice da modernidade líquida, sair da zona de conforto. Mas por que cargas d'água sairia eu da  minha zona de conforto? Não tenho a ambição desmesurada dos babacas oficiais de plantão e exatamente por isso sou mais feliz. Não quero conquistar essas merdas todas que dizem trazer a felicidade. Eu já sou feliz. Deixem-me em paz na minha zona de conforto por favor.
P.S.- De onde vocês acham que vem essa ideia mirabolante de sair da zona de conforto? Isso é coisa de capitalista americano infeliz e aloprado. Rigorosamente, o que nós temos a ver com a problemática psiquiátrica americana? E olha que são eles que redigem o DSM, a bíblia dos transtornos mentais. Leiam a DSM5 e vejam como a Associação Psiquiátrica Americana é insana. Não tenho esperanças de aumentar a minha zona de conforto e não quero correr riscos. Estou bem assim, obrigado.

Um comentário: