.

.

.

.

domingo, 15 de março de 2015

O VAREJO DAS ALMAS

"O DESTINO DE QUEM NÃO SE ENCONTROU É ANDAR ATRÁS DOS OUTROS."
Joaquim ESTEVES
A palavra "alma" nesta postagem não tem a mínima conotação religiosa ou espiritual; utilizo-a apenas para fazer o contraponto do corpo. Num mundo que só parece ter corpo, vejo-me obrigado a denunciar a alma.
O que vejo e o que vi a minha vida toda, é a lástima das lástimas. Bilhões de pessoas negociando e vendendo as suas almas em troca da aprovação dos outros. Eu mesmo já fiz isso, confesso. Mas hoje, ao subir a montanha, descubro o quanto isso é inútil, alienante e ridículo. Aprovação que em alguns casos assumiu o nome pomposo de amor. Na maioria das vezes, o decantado amor não passa de uma invenção dos hormônios temperada com toneladas de lixo cultural.
Você com certeza vai ser amado se fizer o que os outros esperam  e se não atrapalhar muito os interesses e ambições dos seus colegas de espécie.
Para evitar esse comércio nocivo, você que só foi educado para se relacionar com o que está fora de você, tente pelo menos uma vez, olhar para dentro de você e descobrir quem mora em você. Se você conseguir essa façanha, comece uma relação com essa coisa aparentemente vaga que habita o seu corpo porco e traidor. O corpo que você tanto cultua é a  sua maior fonte de sofrimento e infelicidade. Abandone a sua promissora carreira de babaca e pare de imitar os outros. Não fique fazendo propaganda  da sua alma para ser aceito. Se os outros não te aceitarem é um ótimo sinal; sinal que você está no caminho certo, no encalço da sua alma.
Este blog faz parte da relação que tenho com a minha alma. Sei que você odeia filosofia, psicologia, metafísica e coisas afins. Sei que você prefere o espetáculo romano-americano de sexo, sangue, violência e morte. Mas eu insisto.
Eu sou dono da minha alma e não a negocio. Este blog não é o shopping da minha alma; sou contra todo capitalismo anímico. Apenas ofereço gratuitamente a este mundo insano, algumas gotas do perfume da minha alma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário