.

.

.

.

sábado, 6 de junho de 2015

A INSUFICIÊNCIA DO CONFORTO GREGÁRIO

 AS SUBSTÂNCIAS DA ALMA
Para quem sofre do instinto gregário, estar próximo do outro, desencadeia o sistema de recompensas do sistema límbico e provoca descargas de dopamina, o neurotransmissor associado às sensações de prazer. Acontece que esse formidável conforto gregário não é uma saída existencial. A saída existencial pressupõe muito mais do que estar confortavelmente instalado na pseudo-placenta dos amigos, dos quase amigos ou dos habitantes da sociedade virtual.
Eu, muitas vezes abdico de altas doses de dopamina, abstenho-me do conforto que o grupo pode me proporcionar e prefiro encontrar outras  "drogas" menos ortodoxas de prazer e bem estar que eu mesmo fabrico em contato com a minha história pessoal. Este turismo íntimo habitual redunda em auto-reconhecimento e é muito mais duradouro e confiável que as dopaminas.
No contato viciado com o grupo, além dos conflitos de praxe, a sua alma nunca vai secretar absolutamente nada. As substâncias inefáveis da minha alma são a minha dopamina muito própria e peculiar. Mais neurocientífico do que isto, é impossível.
P. S. - Não sou misantropo. Apenas entro em contato com outros com moderação e parcimônia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário