.

.

.

.

domingo, 1 de novembro de 2015

O lamento feliz

Uma certa categoria de pessoas deveria trabalhar na Globo. A capacidade de representar é tão admirável quanto revoltante.
São precisos anos de experiência útil e produtiva para detectar e desmascarar essas numerosas excrecências que povoam nosso cotidiano sem  nossa permissão e amiúde sem a nossa percepção. Esses dejetos bípedes e ambulantes trapaceiam descaradamente no jogo da vida porque mentem, fingem e atropelam  regras tácitas e elementares da convivência humana.
Com frequência, lamentam os nossos fracassos com o coração em réveillon em profusa explosão de fogos de artifício.
E quando se regozijam com os nossos sucessos, choram copiosas lágrimas grossas no recôndito de  seus âmagos. 
Para eliminarmos essa praga de psicopatas livres, impunes e até idolatrados, teríamos que nos livrar  de uma boa parte da humanidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário