.

.

.

.

sábado, 19 de dezembro de 2015

A cilada existencial

  Illusions perdues
Para mim, atualmente, é muito fácil e muito claro.  Primeiro, temos o concurso dos hormônios e a procriação só acontece por causa deles. Sem testosterona não há vida humana. As pessoas procriam porque são instadas a isso pela carga hormonal acachapante.
Feita a besteira, é preciso remediá-la. O pobre infeliz sem consulta prévia, de repente, aparece no planeta azul. Por aqui, quase nada faz sentido. Como justificar a concepção? Como tornar o planeta  aliciante? Como convencer a vítima a continuar viva? Como tornar o absurdo lógico? Como? Como explicar o mau jeito? Como? Enchendo o pobre coitado de ilusões e não só. 
A educação é um processo em que o individuo é cevado de mitos, ilusões e meias verdades. E quando ele está bem gordo, está no ponto, está pronto pra se ferrar.
Hoje, a juventude é bem mais magra de ilusões. Eu e a minha geração sofremos de obesidade ilusória. Quanta babaquice nos enfiaram goela abaixo!
Se a vida não conseguiu te desiludir, ela não terá cumprido o seu papel principal. A função principal da vida é te livrar das ilusões. Se tu tens mais de quarenta anos e não te desiludiste, também não viveste, vegetaste à sombra das tuas ilusões. Os indianos já sabem disso há milênios. Para os ocidentais, isso ainda não está nada claro.
Só despido de ilusões e existencialmente nú, podes começar a ser feliz. Só quando perdes grande parte dessa parafernália cultural de sobrevivência mental, te recuperas da cilada e podes eventualmente te encontrar.

4 comentários:

  1. Magnífico, cara. Estou lendo sempre seus posts. Me parece que voce tem formação acadêmica em Filosofia. Particularmente, não tenho vocação para Filosofia acadêmica, pois penso que não é para todos. Entender e argumentar Filosofia séria, entender seus grandes mestres e etc não é para todas as cabeças. Mesmo assim gosto e compreendo suas postagens...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daniel,
      Obrigado pelo seu comentário. Não tenho formação acadêmica em filosofia,mas acredito no auto-didatismo e nas paixões. Apaixonei-me por comportamentos,vida e morte. Filosofia acadêmica é um porre e é mais ou menos inútil. Concordo com vc.
      Um abraço

      Excluir
  2. Grande texto! Infelizmente a imensa maioria não QUER que a vida cumpra sua função de nos desiludir, portanto até a medicação recorrem para continuar a ter suas sensações de falsa segurança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade. Obrigado pelo seu comentário Leandro

      Excluir