.

.

.

.

quarta-feira, 3 de abril de 2013

MADAME BOVARY

O BOVARISMO

A Arapuca do s-modernismo está armada. As pessoas cada vez mais egoístas e individualistas e às voltas com a sua incapacidade de se assumirem sós. Esta é versão 2.013 do Bovarismo de Flaubert. Egocêntrico e com medo da solidão, você tá phodido querido! Ou você modera o seu egoísmo ou você passa a ter relações as mais cordiais possíveis consigo próprio. Esses tecladores compulsivos que a gente vê por aí, são egoístas contumazes e empedernidos, angustiados com a solidão que os devasta e em busca de alguma platéia. Egoístas incompetentes! Egoísta que se preza, digno e com legitimidade, tem que viver só. Você também pode enganar os outros fingindo ser abnegado, altruísta e muito solidário. (Isto é o mais frequente.) Mas isso não dura muito. Se você é um egoísta extremado, faça as pazes com a sua antiga solidão que é melhor.
Gustave Flaubert - Eta cara "bunitin", seu!

Nenhum comentário:

Postar um comentário