.

.

.

.

sexta-feira, 15 de março de 2013

O PRIMADO ARISTOTÉLICO DA MODERAÇÃO



Moderação:"Virtude de permanecer na exata medida."Ao que dizem nos tempos que correm, todos parecem querer ostentar essa virtude. É moderação para tudo. Moderação nas palavras, nos gestos, na indignação, na comida, na bebida, etc. Curiosamente essa moderação de araque convive com tatuagens nada moderadas, alargadores de orelhas pouco moderados e músculos imoderados. É muita carência afetiva dessa pobre gente. E não quero nem me referir à moderação e lei seca;é muita sacanagem! (Já falei sobre isso noutra postagem.) O que pretendem na verdade é sob o pretexto de uma elevadíssima filosofia de bem-estar coletivo, CONTROLAR TODO O MUNDO. TODO O MUNDO CONTROLADO, TODO O MUNDO MODERADO E SATISFEITO COM O CONTROLE. MODERADO É O OUTRO NOME DE CONTROLADO. Só não falam em sexo com moderação porque esse é um dos poucos prazeres que restam ao povo controlado-moderado. Há muitas pessoas que TÊM UM ÚNICO PRAZER NA VIDA; O SEXUAL. O Sistema não é besta de mexer com a descarga de OCITOCINA do povão maravilha. Então, inventaram uma palavra para que ninguém possa dizer que está cerceado em sua liberdade. É uma palavra mágica: MODERAÇÃO. Aproveite o ensejo e sonhe com moderação, reclame os seus direitos com moderação, divirta-se com moderação, descanse com moderação, ame com moderação, respeite com moderação, seja honesto com moderação, por favor, com moderação, seja verdadeiro com moderação e seja sobretudo feliz com muita moderação.



Nenhum comentário:

Postar um comentário