.

.

.

.

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

AS IMPROVÁVEIS ALMAS GÊMEAS

NOVAS PERSPECTIVAS

Quantos já sofreram, quantos já enlouqueceram e quantos já se mataram por causa deste Super Mito grego que sobreviveu ao mofo e à poeira dos milênios. Tudo é possível, mas a improbabilidade deste mito beira as raias do delírio incoercível.
Como podem ser gêmeas, almas que sofrem programações químicas e culturais totalmente díspares. É um disparate irresponsável. Aliás, a grande queixa de homens e mulheres é que eles não se reconhecem. Os homens são treinados através da educação para fazer coisas que não são facultadas às mulheres e vice-versa. As autorizações culturais ainda hoje são muito diferenciadas.
Concordo que é uma alucinação que contem a sua dose indisputável de beleza. Mas não passa disso; uma linda viagem na maionese Hellmann's com limão, a verdadeira. Só a propensão para uma fé irracional e inabalável em gnomos, pode nos fazer crer em mais  este ridículo conto de fadas.
A sociedade em que vivemos é a maior fabricante, incentivadora e propagandista de contos de fadas. Diante da realidade inclemente, a sociedade pretende refugiar todos e todas nos devaneios perigosíssimos dos contos de fadas.
Almas gêmeas em se tratando de homens e mulheres, é como compatibilizar água com óleo de peróba. O estranhamento de homens e mulheres se revela no casamento. Não no início, quando ainda há muita tesão para gastar, mas depois. Todos descobrem com o decorrer do casamento que tirando o sexo(testosterona e dopamina), não existem seres mais incompatíveis. Nada a ver. Os mitos estão aí mesmo para forçar num ato de heroísmo emocional, homens e mulheres a ficarem juntos durante muitos anos. É o poder hercúleo do Mito. Mais poderoso que um mito, só a verdade nua e crua.
Acredito no entanto, que existam almas gêmeas entre pessoas do mesmo sexo. Um homem, alma gêmea de outro homem e uma mulher alma gêmea de outra mulher. Isto sim é muito possível e extremamente provável. E por favor, tenhamos a dignidade de abstrair a sexualidade desta identidade lógica, fácil e de bom alvitre. São as intercorrências de caráter sexual que permeiam quase tudo o que vivemos no planeta, que impedem o encontro auspicioso de duas almas gêmeas do mesmo sexo. Por favor, esqueçam por alguns milésimos de segundo essa obsessão civilizatória chamada Sexo. Os estereótipos sexuais bloqueiam a fluidez dos encontros humanos superiores, eivados de candura, júbilo e regozijo.
Muitos homens e mulheres pressentem  a descoberta de uma alma gêmea do mesmo sexo e a descartam imediatamente para que não falem em homossexualidade. É triste e deplorável que tanta gente se prive dessa experiência sublime e maravilhosa por causa do esguicho selvagem e furioso  dos hormônios.

2 comentários:

  1. A culpa é do Platão e da historinha que ele conta no Banquete! Excelente, Esteves! Beijos. Tatiana.

    ResponderExcluir
  2. Acho que você exagerou. Não é bem assim. Vanessa

    ResponderExcluir