.

.

.

.

sábado, 27 de junho de 2020

Os preconceitos seletivos


Nesta asquerosa modernidade líquida, pretendem acabar com o que nunca terá fim: o preconceito. Não sou favorável nem cultuo o preconceito, mas é forçoso admitir que as culturas se alimentam de preconceitos e não existe ninguém na face da terra sem preconceitos.
O que parece podermos fazer é educar as pessoas no sentido de controlar e reduzir o número de preconceitos. Também me parece justo, não priorizarmos preconceitos. No Brasil, há um preconceito que já foi ostensivo e agora é tabu: o preconceito insofismável contra os portugueses. Acrescento este, à vasta lista de preconceitos que enxovalha e mancha este país. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário