.

.

.

.

terça-feira, 31 de julho de 2018

Os cães de Pavlov


A repetição é uma das bases da assimilação, da memorização e da incorporação de conteúdos. A repetição não é todavia, a base de um verdadeiro aprendizado. Ivan Petrovich Pavlov serve para cachorros e seres humanos precários. Freud, Jung, Reich, Lacan e outros, só podem ser aplicados a seres mais sofisticados. Afinal, até prova em contrário, cães não sofrem de complexo de Édipo.
Em certas regiões e camadas desta limada e polida cultura Judaico-Cristã, só se pode aplicar Pavlov.
Os cães estão à solta, hidrófobos, espumosos, loucos e de terno e gravata . 
Os cães latem preservando orgulhosamente o tom e as pausas dos latidos politicamente corretos. 
Cair no abismo, viver no abismo, caminhar no abismo é para muito poucos. Rezar no abismo é recurso desesperado de determinado setor. Negar o abismo é uma estratégia pretensamente astuciosa de quase toda a humanidade. 
A repetição por suas características promove a manutenção, o estatismo, o imobilismo, a paralisia e conduz à infelicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário