.

.

.

.

sábado, 10 de outubro de 2020

O resumo da ópera

Sempre nos dizem que temos que aprender muitas lições com a vida. E depois, vem a polêmica. Quem ensina? Quem aprende? Quem conhece os segredos do bem viver? Et cetera.
Pra mim, é relativamente simples. Não é fácil, mas é simples. Só há uma lição a aprender.
Você que foi catapultado para este planeta bizarro por causa da ereção incoercível do seu pai e da profusa lubrificação genital da sua mãe, só tem uma coisa a aprender. (Por favor, você não acha que este planeta tem mais de 7 bilhões de pessoas porque aqui há alguma coisa maravilhosa para usufruir. Os seres humanos são jogados neste planeta porque há um gravíssimo e singelo problema  na gestão do instinto sexual.) É óbvio. E é só isso. Espero sinceramente que você consiga entender. 
Só há uma lição a aprender. Descubra qual é a melhor maneira PRA VOCÊ, não para os outros, PRA VOCÊ, de suportar este absurdo não consentido em que te colocaram. Pense em décadas.
As lições de felicidade da maioria são gororoba tóxica e não servem para você; são dejetos mentais da maioria insana.
Comece desde já a calcetar o SEU caminho da felicidade. Não sei como será o seu caminho. Porém, uma coisa é indispensável. A obra tem que começar e acabar no seu íntimo. Esqueça os outros. Desabitue-se dos outros. Desmame.

Nenhum comentário:

Postar um comentário