.

.

.

.

sábado, 24 de abril de 2021

As crianças-prodígio

Vivemos a época dos imponderáveis. Hoje, uma criança sem um centavo no bolso, no capitalismo muito selvagem, é capaz de controlar e tiranizar os pais, os avós, todos os correlatos familiares, os professores e muita gente mais.
Que poder é este?
Os pais oriundos de uma geração mais sentimental e ingênua, precisam e dependem do "amor" dos filhos. Compram esse sentimento falso dando-lhes tudo e mais alguma coisa. Em contrapartida, os filhos moderninhos estão defecando e caminhando para o amor dos pais.
Atualmente, as crianças já nascem velhas, austeras e cruéis. (Aliás, sempre foram cruéis.) Não têm lugar nos seus coracõezinhos para um pouco de pieguismo e afeto pueril. É deprimente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário