.

.

.

.

domingo, 2 de maio de 2021

A guerra não é mais furtiva

Com raras exceções, os "soi-disant" sentimentos, propalados em verso e prosa, entre homens e mulheres, não passam de resíduos químicos da testosterona.
De uma forma geral, salvaguardados os casos atípicos, a relação entre homens e mulheres é uma situação de dependência química e psíquica devidamente dissimulada e orquestrada pelo folclore cultural.
Hoje, essa guerra ortodoxa e tácita não é mais furtiva. A guerra foi declarada pela terceira onda do feminismo.
Neste exato momento, os homens estão acuados, sangrando e muito assustados. As mulheres vencem e têm certeza da vitória. Todavia, a  verdadeira guerra explícita começou há pouco tempo. Que vença o mais forte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário