.

.

.

.

sábado, 15 de junho de 2013

RELAÇÕES DE FORÇA E PODER

Quando estou imerso na Sociedade Humana, sempre me lembro dos Tubarões. Em todas as relações humanas há medição de Forças. Pense numa Relação Humana qualquer que ela seja - há medição de forças e verificação de Poder.
O processo civilizatório nos arma. Todos estão armados com armas mais ou menos espúrias. Todos temos que ter algum medo ou receio do outro. Os únicos que não estão armados, são as crianças de tenríssima idade-no período pré-civilizatório. Essas não nos causam nenhum receio. Tanto é assim que as abraçamos e beijamos livremente. 
A vida social nos deixa muito estressados. Talvez essa seja uma das causas da Depressão, segundo as correntes mais recentes. O nível de estresse é cada vez maior e isso provoca um colapso do cérebro. 
O estresse é tão grande que a sociedade nos autoriza a beber socialmente . Beber socialmente é apenas para aliviar o estresse que o contato com  o outro sempre provoca em menor ou maior grau. O indivíduo bebe e relaxa um pouco. E a medição de forças diminui. 
A força é tácita. Está no olhar, nas atitudes, na postura corporal e ocasionalmente no discurso. O outro capta a tua força ou a falta dela. É intuitivo.
Nas Relações de casais há uma acirrada medição de forças, nas Relações entre empregados e Patrões é só medição de forças, nas Relações Familiares, nem se fala, até nas relações entre amigos a força de cada um é testada. Não preciso dizer que vence o mais forte. Essa harmonia de forças decantada pelos romântcos simplesmente não existe - faz parte do ofício do romântico delirar.
O que gostaria de alertar é que como na selva,(e a sociedade humana é uma selva muito bem maquiada) ninguém deve mostrar as suas fraquezas. Alguns animais quando sentem a presença do predador colocam-se na ponta das patas para parecerem mais altos. Sem ser muito falso, teatral e ridículo, faça o mesmo na Sociedade Humana que você vai se dar  muito bem.
Maquiavel dizia que mais vale ser temido do que ser amado. Considerando que o amor é possível mas muito improvável, eu prefiro Maquiavel. Tente parecer um pouco mais "alto." Isso desencadeia um sentimento raríssimo como diamantes, no mundo que nos cerca : O RESPEITO.
Quando estou imerso na Sociedade Humana sempre penso nos Tubarões. Eles podem pertencer à mesma espécie, mas se um deles sangrar é comido imediatamente pelos outros.
É óbvio que os membros da nossa espécie, não nos comem, mas provocam DANOS PSICOLÓGICOS, por vezes irreversíveis. Fique ligado.

Um comentário:

  1. A ilustração diz tudo, não necessitamos de comentários.
    Delia, que entendeu tudo de tudo

    ResponderExcluir