.

.

.

.

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

O GIGANTE VOLTOU PRA CAMA

O Gigante acordou mas por ter hibernado tantas décadas, acordou com labirintite e com pressão baixa. Saudei o despertar do Gigante. Gostei de vê-lo finalmente de pé e caminhando pelas ruas. Dormir para um Gigante é o maior desperdício que pode existir. Não se vive muito bem quando se dorme. Aliás, nós não somos orientais para achar que se vive quando se dorme. Dormindo o gigante foi atacado pelo seu inconsciente ferido e sofreu demais. Este gigante tem um inconsciente como uma chaga aberta. Todos preferem o Gigante consciente e recuperando toda a alegria de viver.
Temos a impressão que o gigante voltou para os lençóis alvos da sua "caminha" aconchegante de neném. Será que os poderosos vão conseguir ninar novamente o neném com as mesmas canções velhas e insuportáveis travestidas de novidade? Nada é mais tentador que passar pela vida dormindo. O Gigante abriu os olhos e quase ninguém o tinha visto assim de olhos tão abertos e tão lúcidos. E como dizia Che Guevara: "Quien abrio los ojos no volverá a dormir tranquilo."

O Gigante nunca voltará a dormir como antes. Desejo sinceramente que o Gigante tenha feito uma retirada estratégica e  continue acordado na sua "caminha" só para refletir e meditar. (Sei que há muita gente trapaceando, mentindo e interpretando muitíssimo mal o despertar do Gigante.)

 
Esperamos ansiosos o despertar definitivo do nosso neném Gigante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário