.

.

.

.

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

O MISTÉRIO INTOCADO

Apesar dos  valorosos esforços da Ciência Arrogante e das Múltiplas Pirações Religiosas, o mistério permanece intocado. Ninguém sabe nada sobre as nossas verdadeiras origens e muito menos sobre o eventual destino. Tudo leva a crer que seja virar CAVIAR de vermes.
A cada descoberta fantástica da Ciência é um pedacinho ridículo do Mistério que é desvendado. Apesar de tudo prefiro acompanhar a decifração da natureza através da ciência. A Ciência vem ganhando espaço. Entretanto, a religião nunca perde espaço. O deciframento religioso envolve mais as multidões, suscita mais paixões acaloradas e implica numa maior dose de loucura.
Os religiosos que dizem ter descoberto tudo sobre o mistério que nos caracteriza, ganham rios de dinheiro. Imaginem que eles conhecem as palavras exatas do criador. É demais! Precisaria tomar muito vinho chileno para chegar a este primor.
Esse pessoal das religiões banaliza o mistério, infantiliza o insondável e humaniza indecentemente o atemporal. É uma falta de respeito com o imponderável. 
Tudo que é divinizado é mais humano que errar. É impressionante, o divino tem a nossa cara. Como podem achar que penetraram o mistério se diante do Multiverso eles são representam absolutamente nada?
Acho que o Mistério nem foi resvalado. Avanços tecnológicos, extra-terrestres, sondas em Marte, estação espacial, festivais de milagres, a volta de Cristo, o santo sudário, as virgens do profeta, amigos íntimos de deus, experiências de quase-morte, psicografias,  espíritos que eu nunca vi, as sereias da Groenlândia, fantasmas domésticos, gurus ocidentais, a promessa da vida eterna e eu ainda continuo me sentindo um ENIGMA AMBULANTE.
E você? Enigma ambulante é. Reproduzir os enigmas não resolve o ENIGMA. Pare de fazer enigmas e faça assim o seu protesto metafísico.

Um comentário: